Páginas

sábado, 11 de abril de 2015

PROGRAMA PARA O DIA DAS MÃES


 Estou colocando aqui o programa que fizemos para as mães no dia 09/05/10.
Foi algo bem simples mas foi feito com muito carinho pelas professoras e pelas crianças.


ETERNA MÃE

Homenagem feito pelo locutor:

Mamãe, nosso coração esta em festa. Publicamente queremos homenagear-te.
Mãe, sem tua presença, nossa vida não teria sentido, nossos caminhos seriam tristes e solitários. Deste-nos a vida e continuas sendo o grande sol da nossa existência.
Sem tua presença ao nosso lado faltaria aquele calor humano e aquela ternura que só um coração de mãe sabe dar.
Obrigado mamãe! Mil vezes obrigado.
Obrigado por teu carinho; obrigado pelo que foste e es para cada um de nos.
Obrigado porque existes e pelo que es também para o papai.
Obrigado, mamãe! Mil vezes obrigado!


INTRODUÇÃO:

Uma das maiores benção da vida é possuir mãe. Seu amor é comparado ao amor divino. Seu cuidado foi registrado pelo próprio Deus. Seu amor leva-a a realizar tarefas árduas, a encarar o sofrimento e o sacrifício de si mesma.
O amor materno principia cedo e continua enquanto a mãe viver.
Um grande escritor assim afirmava: Ä mão que embala o berço, é a mão que governa o mundo".
O sucesso dos grandes homens dos heróis através dos séculos, a grandeza dos
povos, busque-se a razão de ser e lá encontrar-se-á a eterna, a única: a mãe.
Portanto, neste dia damos graças ao pai do Céu pela mãe que temos ou
tivemos, pois ainda morta, vive -vie como suave aroma na saudade que deixou, como inspiração de amor aos filhos.
Assim, façamos nossa a seguinte súplica: "Recebe, ó meu Deus, a gratidão incontida de minha alma pela mãe que tu me deste, sem que eu merecesse.
Ajuda-me a seguir sempre seus conselhos e a conduzir-me segundo os
ensinamentos ministrados por ela, pois que eles são os teus ensinos e
originam-se na tua palavra".


ACRÓSTICO(A ser declamado ou lido por crianças)


M - muitas flores, muita festa nesta data singular, para alegrar a mamãe, Rainha do nosso Lar.
A - antes que tudo no mundo, o meu coração me diz: que o meu maior tesouro, é a mamãe que me faz feliz.
E - ela é a melhor amiga, que a gente tem nesta vida, por isso e que amo tanto a Mamãezinha querida.
Q - queria ter muitas riquezas, ouro, prata e marfim, para oferta a
mamãezinha que tanto fez por mim.
U - uma rosa com amor, quero hoje oferecer, a mamãe que tudo faz, pra me ensinar a viver.
E - eu bem que queria compra,um presente grande assim, para dar hoje a mamãe, que cuida tão bem de mim.
R - rogo ao papai do Céu, muita paz, muita alegria, para mamãe que amo, dia e noite, noite e dia.
I - impossível agradecer, num dia assim somente, a quem todo dia trabalha, pra fazer feliz a gente.
D - dentro do meu coração, há um cantinho especial, onde mora a mamãezinha, minha amiga sem igual.
A - agradeço ao Pai do Céu! Sua bondade sem fim, A melhor mãe que Ele fez, deu inteirinha pra mim...


DIVERSOS

A seguir apresentamos a palavra MÃE em vários idiomas. Essas palavras podem ser escritas em cores diferentes em uma cartolina e alguém poderá perguntar depois a que idioma corresponde cada uma, ou pode ser feita uma apresentação em Power Point, com a bandeira de cada país e eum música de fundo.

Português MÃE
Latim MÃTER
Francês MERE
Inglês MOTHER
Alemão MUTTER
Sueco MODER
Italiano MADRE
Grego METER
Sânscrito MÁTRÃ
Chinês MUTZM
Hebreu HAVHA
Russo MATÓ, MATI
Polaco MATIKA
Japonês HORA
Turco ANAM
Africano MAMA

DESENVOLVIMENTO - PARTE 1


VERSÃO BÍBLICA
Conta-se a história de quatro pastores que discutiam os méritos de várias traduções da Bíblia. Um deles gostava da versão antiga, outro preferia a revisada e outro, a moderna. O quarto pastor não dizia nada. Quando pediram sua opinião, ele respondeu: "eu prefiro a versão de minha mãe. Ela aplicou a Bíblia em sua vida e foi a tradução mais convincente que já vi".


ORIGEM DO DIA DAS MÃES

Em 1908, na igreja Epicospal de Graffon, nos Estados Unidos, foi realizada a primeira homenagem pública e coletiva ao amor materno, instituindo-se o Dia das Mães. A iniciativa nasceu da srta. Anna M. Jarvis, em uma reunião realizada em sua casa, na Filadelfia. Ela ficou órfã e suas amigas fizeram uma homenagem em memória de sua mãe. Anna pediu que todas as mães falecidas também fossem homenageadas. As jovens órfãs se apresentaram com uma flor branca no peito; as demais com uma flor vermelha. Anna era conhecida como raro exemplo de amor filial. A primeira celebração, feita em sua própria casa foi no segundo domingo de maio de primeira homenagem pública foi realizada em 10 de maio de 1908, segundo consta na placa comemorativa que está na Igreja Episcopal de Graffon.
INFLUÊNCIA DAS MÃES
Susana Wesley foi a mãe de João e Carlos Wesley. Ela teve uma poderosa influência espiritual na formação do caráter de seus 19 filhos, educando-os sempre pelos princípios bíblicos. Era mulher inteligente e instruída, preferiu ser a melhor das mães e foi assim que deu ao mundo Carlos Wesley, o grande escritor de hinos sacros, e João Wesley, fundador do metodismo.


ORAÇÃO DE MÃE

Em uma manhã de domingo, um grupo de jovens universitários saiu em direção a uma gruta que não ficava muito longe da cidade. Levavam baralho e bebidas e pretendiam passar o dia ali escondidos, jogando e bebendo, apesar de vários deles pertencerem a lares cristãos.
Quando chegaram à gruta, escutaram o badalar de um sino que convidava os fiéis a irem à igreja, adorar ao Senhor. Jorge, um dos jovens, deteve-se pensativo a escutar aquele som. De repente disse: "eu vou voltar à cidade e vou à igreja". Os 1 amigos tentaram dissuadi-lo mas não conseguiram. Fizeram então um circulo ao redor dele, prometendo jogá-lo no rio se não mudasse de idéia. Jorge, deixando a garrafa e as cartas no chão, contou-lhes sua história. Era o filho caçula de uma família pobre. Seus pais desejavam muito dar-lhe uma instrução superior, mas não tinham recursos porque a mãe estava inválida e de cama há vários anos. Então o professor de Jorge, que gostava muito dele, comprometeu-se a pagar seus estudos. Quando tudo estava pronto para a viagem, sua mãe disse: "filho meu, sinto meu coração : quebrantado pela sua partida, porque estou certa de que nunca mais vou vê-lo novamente. Estou deixando você ir porque desejo que possa vencer na vida e ser um bom homem, culto e de valor. Seu pai não pode pagar sua viagem de ida e de volta, portanto você só poderá voltar depois de terminar o curso. E tenho certeza de que não viverei tanto tempo. Em terra estranha, você encontrará dificuldades. Tenha cuidado, busque sempre a orientação do alto. Todos os dias de manhã estarei orando por você. Aonde quer que você esteja, quando escutar o sino da igreja convidando os fiéis ao culto matutino, volva os pensamentos para este quarto, onde sua mãe estará orando por você. Adeus". Quando Jorge terminou sua história, seus companheiros desfizeram o círculo e jogaram no rio as cartas e as garrafas, dizendo: "nós também voltaremos com você e iremos à igreja". E nunca mais aqueles jovens se deixaram arrastar pelas tentações do vício, relembrando-se de seus lares, freqüentando a igreja e andando em comunhão com Deus.


PARTE 2

A seguir apresentamos a história bíblica de algumas mães e seus filhos. As pessoas que representarão as mães podem decorar o texto ou apenas passar pelo púlpito, enquanto um narrador fala. Cada mãe pode estar vestida à moda oriental dos antigos israelitas. No final, todas as mães sobem ao púlpito com seus filhos. Então uma mãe atual entra com seu filho e colocam-se ao centro da cena, enquanto é feita a conclusão.


JOQUEBEDE, MÃE DE MOISÉS
Joquebede (entra com Moisés em uma cesta): Eu era uma escrava. Meu destino na vida era humilde, e minha carga, pesada. Eu sabia que meu filho ficaria apenas algum tempo sob meus cuidados e passaria a estar com aqueles que não conheciam a Deus. Então esforcei-me com fervor para unir sua alma com o Céu; procurei implantar em seu coração o amor e a lealdade a Deus. Toda a vida de Moisés, a grande tarefa que cumpriu como chefe de Israel, testificam da importância da obra de uma mãe que teme a Deus. Não há outra tarefa que possa se igualar a esta.


ANA, MÃE DE SAMUEL
Ana: Eu orei e confiei em Deus; e através de meu filho Samuel dei a Israel um tesouro preciosíssimo: um homem útil, com um caráter bem formado e firme como uma rocha, respeitador de princípios. Meu coração de mãe se encheu de alegria e sobretudo de gratidão a Deus. Cada ano eu lhe fazia uma túnica para o serviço. Cada fio dessa pequena veste era tecido com uma oração para que Samuel fosse puro, nobre e verdadeiro! Não pedi para meu filho grandezas mundanas, e tive uma grande recompensa.


ISABEL, MÃE DE JOÃO BATISTA
Isabel: Fui a mãe do precursor de Jesus. Sim, João Batista era a voz que clamava no deserto. Ele preparou o caminho do Senhor. Eu vivia em uma região desolada, em meio de áridas colinas, ásperos barrancos e cavernas de pedra. Mas, desde sua infância, ensinei João a colocar os olhos na missão que lhe fora confiada. Ensinei-lhe a desconfiar de suas forças para resistir à tentação; ajudei-o a fugir do constante contato com o pecado. Fui uma mãe amiga e conselheira.


MARIA, MÃE DE JESUS
Maria: Deus me escolheu para que fosse a mãe de Seu amado filho. Compreendi que sobre mim pesava uma grande responsabilidade. Mas minha resposta foi: "Eis aqui a serva do Senhor, cumprase em mim conforme a tua palavra". Orei com fervor, buscando sempre a sabedoria divina para guiar corretamente meu filho, sempre consciente da grande obra que ele haveria de cumprir. Fui uma mãe exemplar e digna de imitação.


EUNICE, MÃE DE TIMÓTEO
Eunice: Fui uma mãe piedosa e crente. Minha fé na Bíblia foi, para meu filho Timóteo, uma lembrança constante da bênção que existia em fazer a vontade de Deus. As Sagradas Escrituras eram minha norma de vida. O poder espiritual das lições que dei a Timóteo o mantiveram puro no falar e separado das influências satânicas que o rodeavam. Cooperei com Deus na preparação de Timóteo para a obra santa do ministério.


CONCLUSÃO

A toda mãe se confiam oportunidades de valor inestimável e interesses infinitamente valiosos. O humilde conjunto de deveres que as mulheres chegam a considerar como uma tarefa entediante deve ser olhado como uma obra nobre e grandiosa. A mãe tem o privilégio de beneficiar ao mundo por sua influência, e ao fazê-lo, trará alegria ao próprio coração; pode traçar sendas retas para os pés de seus filhos, que os levarão a gloriosas alturas celestiais. Mas só ao procurar seguir em sua própria vida o caminho e os ensinamentos de Cristo, pode a mãe ter a esperança de formar o caráter de seus filhos de acordo com o modelo divino. Disse o Senhor: "Honra teu pai e tua mãe para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá". Meu querido jovem, ame e honre sua mãe para que se prolonguem os seus dias aqui na terra e também no céu.


Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails