Meus Amigos!!

domingo, 24 de abril de 2011

PROGRAMA PARA AS MÃES - Novo!

Pessoal, navegando pela internet procurando novidade para o programa do Dia das Mães, encontrei este programa no site Jovem Adventista e gostei muito. Lá tem muitas ideias para a data e também outras datas comemorativas. Vale a pena visitarem!




MÃE POR UM DIA
Objetivos do Programa: Homenagear as mães em seu dia.

Autor: Ângelo  Bernardes
Boa Viagem, Recife
.
Planos para o Programa
Monte um cenário principal que se pareça com uma sala.Utilize cadeiras, sofá, tapete, puffs ou almofadas, mesa de centro com algum enfeite de mesa.Escolha dois apresentadores (um rapaz e uma moça) para dirigirem o programa completo.Eles poderão ficar sentados no cenário: no sofá, em cima das almofadas, ou mesmo no tapete.Procure dar um aspecto descontraído sem tirar a espiritualidade. 
Introdução
Apresentador 1(A1): Boa tarde.
Apresentador 2(A2): Boa tarde. Tarde de festa, de ação de graças.
A1: Tarde do primeiro grande amor de todos os que estão aqui presentes.
A2:Tarde das mães.
A1: E hoje nós fizemos de tudo para que você se sentisse em casa.
A2:Seja bem-vinda à sua casa, mamãe. Sente-se confortavelmente para receber as homenagens que se seguem.
A1: E não há melhor maneira de abrir estas homenagens do que com música.
A2:Nós oferecemos esta música a todas as mães. 
(Mensagem musical.) 
A1: O que você seria capaz de fazer pela sua mãe?
A2:Você daria sua vida por ela?
A1: Cruzaria o oceano se ela precisasse?
A2:Você seria capaz de mostrar o amor que sente por ela de uma forma totalmente diferente nafrente de todo mundo?
A1: Pois é. Nós encontramos quem o fizesse. Você vê agora a primeira homenagem da noite. 

Homenagem 1 
Sugerimos que sejam feitas três homenagens intercaladas entre os quadros do programa. Consiga dois jovens dispostos a fazerem algum tipo de agradecimento no tempo máximo de 5 minutos utilizando toda criatividade que possuírem. A terceira homenagem ficaria a cargo da direção do Ministério Jovem. O departamento deve homenagear alguma mãe que simbolize a igreja de alguma forma.
Exemplo: a mãe mais velha, a mãe mais próxima aos jovens. Se você dispuser de recursos audiovisuais, pode utilizar uma câmera ligada a um projetor de vídeo e mostrar o rosto da mãe homenageada ao vivo no momento da homenagem. 

A1: Que tipo de presente você daria à sua mãe?
A2:Que tipo de presente sua mãe gostaria de ganhar?
A1: É lógico que há aqueles presentes simbólicos, materiais, com os quais você oferta sua mãe uma vez por ano.
A2:Porém, há um tipo de presente que ela gostaria de receber o ano inteiro todos os dias. Sabe qual é? 

Sugestões de presentes para o Dia das Mães (Autoria: R. L. Silvado) 
Escolher uma pessoa para apresentar cada presente. O ideal é que se escolha um juvenil,porém, se preferir, poderá utilizar os jovens, ou mesmo pessoas de diferentes idades. Cada pessoa deve entrar com uma caixa de presente nas mãos. Depois de recitar sua parte, deve descer e abraçar alguma das mães presentes. Os próximos a recitarem não precisam esperar que o anterior tenha abraçado uma das mães para entrar em cena. Dentro do pacote de presente pode haver alguma mensagem para a mãe que irá recebê-la. 

O presente do escutar
Oi, mãe. Hoje eu queria prometer não mais lhe interromper. Nada de sonhar acordado, nada de planejar sua resposta. Apenas lhe escutar com interesse, afeto e atenção! 

O presente do afeto
Mãe, eu quero sempre ser generosa com abraços e beijos, tapinhas nas costas e aperto de mãos na hora certa. Gosto de deixar que estas pequenas atitudes demonstrem o amor que eu tenhopor você. 

O presente da risada
Mãe, bem que a gente poderia recortar uns desenhos de vez em quando. Compartilhar artigos ehistórias engraçadas. Mãe, eu adoro rir com você. 

O presente de um bilhete
Mãe, eu posso lhe escrever um simples "Obrigado pela ajuda" ou mesmo escrever um soneto inteiro. Um bilhete, mesmo pequeno, manuscrito, pode ser suficiente pra que você lembre de mim por toda a vida. Quero lhe contar do meu amor e gratidão por tudo o que você fez por mim e simplesmente por ter me dado a vida. 

O presente de um elogio
Mãe, eu já disse que você fica muito bem de vermelho? Ou que você faz a melhor comida domundo? Ou ainda que eu adoro quando você inventa de redecorar a casa? Eu sei que ouvir elogios pode tornar o dia de alguém melhor. Imagine o impacto de ouvir isto de sua própria filha?Adoro tudo o que você faz, mamãe. Acho você uma mulher incrivelmente talentosa. 

O presente de um favor
Mãe, prometo sair da rotina e fazer sempre alguma coisa gentil por você. Que tal se eu telefonarsó pra perguntar como vai você, cortar a grama pra você ou ir comprar um pão quentinho napadaria?  

O presente da solidão
Mãe, eu sei que há momentos quando você precisa ficar sozinha. Vou ser sensível a esses momentos e lhe dar o presente da solidão respeitando-lhe como pessoa sem entretanto deixar dúvidas quanto ao meu apoio incondicional. 

O presente da disposição alegre
Eu sei que o caminho mais fácil para nos sentirmos bem é dizer uma palavra gentil a alguém,especialmente à nossa mãe! Pra mim, é super fácil dizer palavras simples como, "Olá" ou "MuitoObrigado." E eu sei que isso faz toda diferença pra você, mamãe. 

O presente da fé renovada
Mãe, eu oro a Deus todos os dias por você, mas queria fazer isto na sua presença também. Querorepartir com você um trecho da Bíblia que traga uma mensagem de confiança e paz ao coração. Nós filhos somos bênçãos de Deus com todo o potencial necessário para abençoar os nossos pais. Vamos aproveitar este dia especial para deixar Deus usar o "seu presente" para tornar mais alegre a vida da nossa mãe. Peçamos agora a ajuda dele para escolher pelo menos umdos presentes que foram ofertados nesta noite.

A1: Nossa! Quantos presentes. Dá até vontade de ser mãe.
A2:Pois é. Penso que esta seja uma boa hora para a nossa segunda homenagem. 

Homenagem 2 - 
 Alguma mãe de destaque, líder de departamento, etc.  Se você dispuser de recursos audiovisuais, pode utilizar uma câmera ligada a um projetor de vídeo e mostrar o rosto da mãe homenageada ao vivo no momento da homenagem. 
A1: Sabe, as vezes eu acho que ser mãe pode ser muito fácil. Elas só mandam e os filhos que se viram para obedecer.
A2:Ah é? Você aceitaria ver comigo a história de um garoto que virou mãe por acaso? Talvez você mude de idéia.
A1: Quem sabe.
A2:Vamos lá? (Ambos os apresentadores saem de cena) 

Peça: Mãe por Acaso 
Personagens:Alex: Adolescente de mais ou menos 17 ou 18 anos.Henry: Garoto de 12 anos.Pablo: Garoto de 10 anos.Lílian: Garota de cerca de 7 anos.Rosângela: Mãe executiva que cria os filhos sozinha após o falecimento do esposo.Amigo de Alex: Adolescente entre seus 17 e 18 anos.Narrador: deve ficar escondido. Voz (de gravação de celular) Cenário: Sala de uma casa com cadeiras, um sofá, ou algumas almofadas no chão, uma TV e, sepossível algo que pareça um videogame. Você poderá aproveitar o cenário principal. Em outro lugar do cenário, coloque um colchão com travesseiro, lençol e alguns bichos de pelúcia, como se fosse o quarto da personagem Lílian. 

Cena I
(Entram Alex e um amigo em cena conversando) 

Alex:Às vezes eu acho que você tem sorte em ter sua mãe morando longe. Pense comigo: ela liga de vez em quando e não amola como minha mãe amola.
Amigo:Ha ha, você não tem idéia de como uma mãe faz falta.
Alex:Que é isso, minha mãe me perturba muito: Alex paga as contas, Alex, essa música não, Alex você tem que chegar tal hora, Alex, Alex, Alex, Alex. Às vezes eu acho que ela quer que eu seja adulto que nem ela.
Amigo:Relaxa, um dia você vai fazer igualzinho a ela.
Alex: Nossa, que coisa mais clichê. Não tinha uma frase feita melhor do que essa não, é?  (Os dois saem de cena) 

Cena II
(Entram Rosângela e os três filhos menores Lílian, Pablo e Henry, perfilados como se fossem umpelotão.) 
Rosângela:Alto! Senhores, entenderam bem o que é que eu disse? Nada de TV até tarde, lanche só no fim de semana e obedeçam o Alex. Na minha ausência, ele fala por mim.
Lílian:Mãe, o Alex não vai contar história pra mim.
Rosângela:Conta, querida, se você chorar eu tenho certeza que ele conta. E você, mocinho (olhando pra Pablo), lembre-se da sua prova de recuperação amanhã. É a sua única chance.  (Alex entra em cena.)
Alex:Mãe, já tá indo?
Rosângela:Tô indo sim, meu filho. Alex, por favor lembra das coisas que eu te pedi, meu filho...
Alex:Eu sei, mãe: pagar as contas, tomar a lição do Pablo e contar historinha pra Lílian...
Rosângela:E o Henry só come lanche no fim de semana, ouviu?
Alex:Mãe, você vai perder o avião.
Rosângela:Eu sei, meu filho. Mas antes deixa a gente fazer uma oração.
Alex (como quem não quer): Mãe, que mico, mãe. Vai logo.
Rosângela: Desde que o seu pai faleceu eu nunca deixo vocês sozinhos sem uma oração, meu filho. (Rosângela junta os quatro filhos e faz uma prece. A prece deve ser improvisada. Depois, se despede dos filhos.) 
Rosângela:Tchau, meus amores, vejo vocês em breve. Amo vocês... e Alex, não esquece que meu celular vai estar desligado, ok?
Henry:Traz meu tênis novo....
Lílian:Tchau, mãe, também te amo. (Rosângela sai de cena e Alex olha para os irmãos menores.) 
Alex:E vocês, esqueçam que eu existo. Eu quero sombra e água fresca.
Henry:Mas o que é que a gente vai fazer agora?
Alex:Sei lá, façam o que vocês quiserem...
Lílian e Pablo:êêêêêêêêê!!! (Henry, Pablo e Lílian saem de cena) 
Alex:Alô, Kakau? Oi, é o Alex. Tá a fim de ir comer pizza hoje? (Entra Pablo com um relógio na mão) 
Henry:Alex, o Pablo quebrou o relógio da mamãe.
Alex:Problema de vocês, Henry, vai deixar isso lá, vai. Alô, Kakau? É que minha mãe viajou e deixou meus irmãos comigo aqui... Mas sim, eu tava pensando naquela aqui perto de casa. Minha mãe deixou um dinheiro pra pagar umas contas que já venceram, mas eu acho que elas podem esperar ela chegar... hehe, já esperaram até agora.... (Entra Lílian com um relógio na mão) 
Lílian:Alex, agora o Pablo quebrou o seu relógio.
Alex:Tá bom, deixa ele lá... o que? Ei, volta aqui Lílian. Peraí, Kakau.  (Entra Pablo chorando e Henry logo atrás dele.) 
Pablo (chorando): ele me bateu.
Henry:ele conseguiu quebrar o seu relógio e o da mamãe em menos de meia hora, Alex.
Alex:Pablo... eu devia colocar você de castigo... peraí... alô, Kakau, depois eu ligo pra você, tá bom? (olha para os irmãos)...agora vocês dois sumam daqui...
Pablo:Mas você não vai fazer nada?
Alex:Fazer o que?
Pablo:Ele me bateu.
Henry:E ele quebrou o seu relógio. Você tem que fazer alguma coisa. A mamãe faria.
Alex:Tá bom... deixa eu ver ... ai, tá bom: você Henry vai ficar uma hora no seu quarto. E você Pablo, vai ter que pagar o meu relógio com a sua mesada.
Pablo:Mas a mamãe cortou a minha mesada porque eu fiquei de recuperação...
Alex:Ai... isso é um problema. Tá bom, tá aqui, agora você tem mesada (Dá a Pablo o dinheiro prapagar a conta de energia). Agora sumam daqui.
Pablo:duzentos e vinte reais... obaaa...  (Henry e Pablo saem de cena). 
Alex (ligando para a mãe): Alô, mãe?
Voz: A Trim iforma: este celular está desligado ou fora da área de serviço
Alex:Ai, essa agora... (Pablo volta e senta para assistir TV) 
Alex:sai daí, Pablo, agora eu quero ver TV.
Pablo: Você tem que colocar a Lílian pra dormir.
Alex:Ai, tá bom. Vem Lílian. (Lílian aparece com o livro na mão. Ela e Alex se dirigem até o colchão e ele senta para contar a história para ela). 
Alex (com voz de sono): Era uma vez um pastor chamado Davi, e esse pastor tinha um grande cabelo, de onde vinha sua força... (bocejo)aí ele teve que se juntar a outros 300 homens para derrubar as muralhas de Jericó... (bocejo)durante quarenta dias e quarenta noites... (bocejo). Eladormiu. Ainda bem.  (Alex se levanta e segue em direção a Pablo) 
Alex:Pablo, vai dormir. Você tem aula amanhã.
Pablo:Ah, Alex, só hoje, vai.
Alex:Tá bom. Faz o que você quiser, vai. (Alex sai de cena. Pablo fica onde está como se estivesse dormindo. Lílian levanta e sai de cena discretamente sem ser notada). 
Narrador:Ser mãe é antes de tudo saber dizer não. Mas o “não” de uma mãe não é simplesmente como um hábito que as mães desenvolvem. É um ato de amor, de saber que impor limites aos filhos os preparará para discernirem o certo do errado quando se tornarem adultos. Alex ainda levaria um tempo para entender isto. 

Cena III 
(Alex entra em cena como se tivesse acabado de acordar.) 
Alex:Pablo!! Não acredito que você dormiu aí. Levanta, vai, você tem aula hoje.
Pablo:Não Alex, tô com sono.
Alex:Vai, Pablo, levanta.
Pablo:Deixa eu ficar aqui só hoje vai...
Alex:Eu lavo as minhas mãos. Deixa pra lá...
Pablo:Eu posso tomar aquele leite com chocolate lá na geladeira?
Alex:Vai, pode beber...
Pablo (se levantando e saindo de cena):Vou dormir lá no quarto. (Todos saem de cena). 

Cena IV
(Entram em cena Alex e o amigo conversando.) 
Alex:Ser pai é muito complicado. Agora eu entendo o que minha mãe faz com a gente. É muito trabalho, e olha que eu sou mais flexível com os pirralhos lá de casa. (Celular toca)
Alex (atendendo):Alô? Sim é o irmão do Pablo. Ah, sim diretora, diga. O que? Ele está reprovado?Minha nossa... a prova... eu esqueci que ele tinha a prova de recuperação hoje. Mas peraí... minha mãe ta viajando. Não dá pra ele fazer de novo? O que? Não, espera? Desligou... eu esqueci que o Pablo tinha prova de recuperação hoje. (Liga para a mãe). Alô, mãe?
Voz:A Trim informa, este celular está desligado ou fora da área de serviço.
Alex:Ai, e agora, o que é que eu faço? Passei o dia todo fora de casa. (Celular toca de novo.) 
Alex:Alô? Henry? O que? O Pablo tá tendo um ataque? Tô indo praí já. (Se despedindo do amigo).A gente se fala amanhã, falou?  

Cena V 
(As luzes se apagam. Entram em cena Pablo tossindo e os irmãos ajudando. Depois chega Alex.)
Alex: O que foi que houve? Acende essa luz...
Henry:Não dá, você esqueceu de pagar a conta e eles cortaram a energia.
Alex: Ai, nossa. (Ligando pra mãe). Alô, Mãe.
Voz:A Trim informa...
Alex (batendo no celular): A Trim nunca mais vai informar nada...
Henry:Pablo, faz alguma coisa.
Alex:O que é que você tem?
Pablo:Foi o leite com chocolate que eu bebi, eu tenho alergia.
Alex:Mas se você tem alergia àquilo pra que você bebeu então?
Pablo:Você deixou.
Alex:Mas eu deixei porque você me pediu.
Pablo:Eu sou uma criança. Não se deve fazer tudo o que uma criança pede. (Pablo continua tossindo muito).
Henry:Toma. É o remédio que a mamãe dá a ele quando ele tem crise. (Alex dá o remédio a Pablo e manda ele ir pro quarto com os irmãos.)
Alex (ligando para a mãe): Alô, mãe.
Rosângela:Alô, diga, meu filho.
Alex:Mãe, até que enfim. Mãe, você precisa voltar, mãe, eu vou ficar doido.
Rosângela:Não, Alex, eu tive um problema.
Alex: Que problema?! Mãe, você não está entendendo. Isso aqui tá um caos.
Rosângela: Não meu filho, presta atenção.
Alex:Mãe, vem logo mãe.
Rosângela:Alex, (Fala e vai entrando em cena. Alex está de costas para ela). A empresa teve um problema e resolveu mudar o dia da minha passagem.
Alex:O que? E onde é que você está agora?
Rosângela: Atrás de você.
Alex (correndo para abraçar a mãe): Mããããããe. Mãe. Nunca mais vá embora, mãe, nunca mais. Olha, eu prometo ser mais responsável, eu prometo, mas não dá pra viver sem a senhora não. (Os outros filhos entram e vão abraçar a mãe.) 
Rosângela:Também estou feliz em ver vocês. Mas o que foi que houve por aqui?
Henry:É uma looonga história, mãe, muuuito longa, mas o Alex te conta direitinho depois. Agora a gente tá com fome.
Rosângela:Ah é? Então vamos comer naquele restaurante que a gente gosta. (Todos fazem festa e saem de cena) 

Cena VI 
Narrador:Ser mãe é ser desejada e ser rejeitada. É desejar e nunca rejeitar. Ser mãe é ser muitas vezes impopular. Ser mãe é acima de tudo educar nos caminhos de Deus os filhos que ele os emprestou para criar. (Entra Alex e o amigo) 
Alex:Ser mãe é muito difícil. Eu não sei como as mães conseguem agüentar os filhos por tanto tempo. Filho dá muito trabalho. E sem contar no prejuízo. Dá pra entender um amor desses?
Amigo: Mas e aí, como ficou sua casa.
Alex: No final terminou bem. A mamãe pagou a conta e eles religaram a energia. E o Pablo parece que vai poder fazer a prova na segunda.
Amigo:Ah, que bom. E aí, a gente se vê na pizzaria hoje à noite?
Alex:Não posso, tenho que ficar em casa.
Amigo:Ué, porquê?
Alex:Tô de castigo. Não fui uma boa mãe. (Ambos saem de cena) 
Narrador:Mães, nós amamos vocês e nem precisa explicar muito. Só vocês sabem o que passam. Feliz dia das mães.
A1:Nossa, ser mãe é mesmo complicado. Mas mesmo assim, acho que nenhuma delas se arrepende de ter sido mãe.
A2:Claro que não. Ser mãe é a comparação mais próxima que se pode chegar do amor deDeus.
A1: É por isso que o Ministério Jovem tem uma homenagem especial esta noite. 
Homenagem 3 
A terceira homenagem fica a cargo da direção do Programa que homenageará a todas as mães presentes.
Oração final.



LinkWithin

Related Posts with Thumbnails