sábado, 4 de setembro de 2010

Solteiros Maravilhosos!

Uma família de solteiros, e muito especial.


Como é bom ler a Bíblia sob a perspectiva da família. Na Bíblia há várias famílias que muito me impressionam.
Quando leio a Palavra de Deus sob a perspectiva da família, vejo que cada família tinha a sua dinâmica, seus erros e acertos, suas neuroses. Umas eram bem-estruturadas, dentro de uma visão emocional e espiritual. Outras eram totalmente disfuncionais. Umas cumpriam com a missão dada por Deus. Outras deixavam a desejar.
Mas se há uma família que muito admiro é sem dúvida aquela que morava na cidadezinha chamada Betânia. Estou me referindo a família de Marta, Maria e Lázaro. Uma simpática família de solteiros.
Essa família é a única que tem a sua história narrada pelos quatro evangelistas (Mt. 26:6; Mc. 14:3; Lc. 10:38; Jo. 11:1).
Lendo os textos que citam esses três maravilhosos solteiros, podemos extrair lições importantes para hoje.


A primeira delas é em relação ao próprio conceito de “família”. Erramos quando associamos o conceito “família” somente quando há a presença de um casal e filhos. Esse é um tipo de família, a chamada “família nuclear”. Os maravilhosos solteiros Marta, Maria e Lázaro também formavam uma família, isto é, uma família de solteiros. Precisamos ampliar nossa visão do que é uma família. Quantos em nossas igrejas, por passarem pelo dissabor de um divórcio ou porque não se casaram, sentem-se como não sendo família?
A segunda lição que podemos extrair é que, em nenhum lugar da Bíblia, há referências de que esses solteiros eram infelizes, frustrados ou amargurados. Tão pouco os escritores bíblicos utilizam de palavras pejorativas a respeito deles, como as que muitas vezes são usadas hoje. Palavras do tipo “encalhados”, “solteirões”, “titios”, etc. Posso assegurar que eram felizes! Não condicionavam a felicidade ao estado civil. Estavam plenamente realizados enquanto solteiros!
Como ferimos os solteiros quando os rotulamos com termos pejorativos que os diminuem como pessoas e em nada ajudam na sua auto-estima. Como os prejudicamos quando afirmamos, direta ou indiretamente, que só serão felizes quando se casarem. Afirmações como essas têm empurrado muitos solteiros para casamentos fadados ao fracasso. A felicidade pessoal independe do estado civil. No meu trabalho com famílias tenho visto muitas pessoas casadas infelizes. Só é feliz no casamento quem é feliz quando no tempo de solteiro.
O terceiro destaque que faço a respeito dessa família é a certeza de que foi uma das famílias mais amadas por Jesus. Jesus amou profundamente todas as famílias com quem conviveu enquanto esteve neste mundo. Mas, com certeza Jesus ao chegar a Betânia pensava mais ou menos assim: “Ah, quem bom, estou em casa!”. Ao chegar a Betânia davam-lhe o melhor aposento, a melhor refeição, e acima de tudo era adorado (Lc. 10:38-42). Jesus se utilizou várias vezes dessa família para servir de apoio ao seu ministério.
Assim como Ele contou com aqueles simpáticos solteiros de Betânia, também quer contar com os solteiros dos dias de hoje para cumprir a Sua missão neste mundo.
A quarta observação que faço é que Jesus amava-os do jeitinho de cada um. Muitas vezes malhamos Marta por sua atitude de estar mais preocupada com os afazeres domésticos (Lc .10:41). Ambas eram crentes sinceras. Ambas amavam Jesus com muita intensidade. Leia as declarações de fé de Marta e Maria registradas em João 11:1-44. A dificuldade de Marta foi não perceber as prioridades daquele momento. Quantas vezes também cometemos essa falha em não saber as prioridades das coisas? Quantas vezes trabalhamos afoitamente pelo Reino e nos esquecemos que Deus quer em primeiro lugar nossa devoção (Lc. 6:33).
O que dizer de Lázaro? Era um amigo verdadeiro de Jesus (Jo. 11: 3,34-37). Nesse texto João narra o choro de Jesus por perder seu amigo. Fico imaginando quantas vezes Jesus ao chegar a Betânia sentava-se à sombra de uma palmeira e ficava a conversar com Lázaro. Nessas conversas a amizade foi se solidificando e o amor fraternal de ambos foi se fortalecendo.

Você, solteiro, é amado por Jesus do jeitinho que é!

Três solteiros maravilhosos! Maravilhosos porque se sentiam membros, conectados, ligados como família, uma família de solteiros.

Maravilhosos porque estavam pessoalmente realizados enquanto solteiros. Maravilhosos porque foram bênçãos no ministério de Jesus. Maravilhosos porque eram amados por Jesus, independentemente de suas diferenças pessoais.

Você é solteiro? Pense nessas verdades.

Seja maravilhoso como Marta, Maria e Lázaro foram nos tempos bíblicos!


Fonte: Gilson Bifano é Pastor e presidente do Ministério Oikos


Postar um comentário

ESCOLA SABATINA 12º SÁBADO MINISTÉRIO DA CRIANÇA

PROGRAMA SUGESTIVO PARA O 12º SÁBADO. PROGRMA SUGERIDO PELA PROFESSORA VERINHA MATIAS DA IASD PARQUE IDEAL - TERESINA/PI - MISSÃO PIAUIENSE...

Mais Populares